RIVANIA E RENATO - FEVEREIRO 2012


Depois que decidimos namorar, resolvi que visitaria o Brasil de seis em seis meses. Permanecemos neste relacionamento a distância até outubro de 2008, quando decidir voltar para nos casarmos...

Depois que decidimos namorar, resolvi que visitaria o Brasil de seis em seis meses. Permanecemos neste relacionamento a distância até outubro de 2008, quando decidir voltar para nos casarmos...

Depois que decidimos namorar, resolvi que visitaria o Brasil de seis em seis meses. Permanecemos neste relacionamento a distância até outubro de 2008, quando decidir voltar para nos casarmos...
Nós nos casamos em 15 de Dezembro de 2011...

Nosso relacionamento começou em dezembro de 2007. Tivemos nosso primeiro contato através do AmorEmCristo.com!

Na época, eu estava trabalhando na Argélia. A Rivania morava no sertão da Paraíba, mais precisamente em Cajazeiras. Depois que decidimos namorar, resolvi que visitaria o Brasil de seis em seis meses. Permanecemos neste relacionamento a distância até outubro de 2008, quando decidir voltar para nos casarmos...

A previsão era para casarmos em dezembro daquele ano, no dia 3. Contudo, aconteceu um triste imprevisto. No dia 24 de dezembro deste mesmo ano, a Rivania desenvolveu uma doença conhecida como Síndrome de Guilain Barre, após tomar a vacina contra rubéola. Isso a deixou em estado tetraplégico...

A Rivania tornou-se incapaz de se mover por si própria. Felizmente, Deus já tinha traçado seu caminho! Ela permaneceu no hospital durante alguns meses. Após esse período, foi para casa em uma cadeira de rodas...

Atualmente, ela ainda se encontra em fase de recuperação. Seus braços já estão se movimentando normalmente. Suas pernas estão recuperando os movimentos. Seus pés ainda estão imóveis. Por isso, ela anda com auxílio de uma muleta e uma prótese externa que permite a ela manter o pé reto. Temos confiança de que Deus irá curar ela totalmente, e dar a chance dela andar sem auxílio novamente!

E sempre estarei ao lado dela...

Espero que tenham apreciado este testemunho. Fiquem na paz de Deus!

Renato e Rivania