DEISE E GEORGELAN – JANEIRO 2010


Namoro
Olá Amigos!

Com a correria do dia dia em São Paulo, é impossível ter tempo o suficiente para procurar uma namorada... Então pensei em visitar algumas igrejas perto de minha casa paa ver se encontraria alguém. Casativo, não acha? Por vários motivos, algumas as igrejas ainda não acham certo você sair da igreja aonde congrega para procurar um namorado(a) em outra denominação... Então resolvi acreditar pelo menos um pouco que pela internet poderia dar certo.

Entrei em dois sites semelhantes ao AmorEmCristo.com e, sinceramente, estava desanimado. Parecia que as pessoas que lá estavam simplesmente queriam se aventurar em um romance comum. Mas não era o que eu queria.

Foi aí que entrei pela primeira vez no site Amor em Cristo, pois procurava um site de relacionamentos cristãos. Achei uma maravilha! Gostei muito da página principal, aonde criou-se uma expectativa de que seria o site certo.

Fiz meu cadastro, selecionei minhas fotos, coloquei meu tipo de perfil e todas as minhas características. Na segunda semana, havia recebido mensagens de pessoas interessadas no meu Perfil. Então logo me tornei Premium no site (não tive medo de investir o meu dinheiro como uma quantia de colaboração com os custos para os que criaram e trabalham no site).

Conheci uma pessoa que, no meio de muitas outras, tinha características que batiam com o meu perfil. Ao ver o perfil dela, fiquei encantado. Mandei mensagens praticamente a semana toda (diz ela que fui muito insistente)... E ela queria falar com essa pessoa que a procurava a semana toda... Ela entrou no meu perfil, gostou, e resolveu conversar comigo trocando mensagens pelo site... Nossa! Eu ficava o dia inteiro esperando para ver a mensagem que ela deveria ter me deixado na noite anterior... Eu estava no meu trabalho das 09:00 às 23:00, então somente à noite poderia ler seus e-mails. Até que eu a encontrei online e a chamei para uma conversa – e ela aceitou!

Nos conhecemos melhor, falamos muito um com o outro, fizemos muitas perguntas... Mas o mais legal é que ela era praticamente minha vizinha, morando no bairro ao lado! Muito perto! Mais uma vez, agradeci à Deus por tanta bondade.

Eu não aguentava de tanta expectativa em relação à ela... Queria conhecê-la o mais rápido possível! O dia tão esperado chegou. Ela me deu seu telefone - nossa conversa era muito boa, com sonhos, projetos e muitas outras coisas em comum. Nós dois sendo cristãos, envolvidos com ministérios, também ambos profissionais da beleza – tudo isso me deixou muito feliz! No primeiro encontro, fui buscá-la no trabalho, pois era meu dia de folga (o único da semana). Cheguei cedo... E foi magnífico! Ela estava linda! Fiquei encantado... Era de baixa estatura, o que eu já sabia pelas conversas... A vergonha de não sermos como o outro imaginara era muita... Fiquei agitado no carro, estava muito nervoso. Mas os sorrisos e os olhares foram me deixando muito mais calmo. E o mais legal é que nossas expectativas foram correspondidas! Nos falamos por telefone durante a semana e na quinta ela me pediu para ir no meu local de trabalho à noite, depois que ela saísse do dela. Na sexta-feira ela estava me esperando chegar do outro serviço para pegá-la. Mais um encontro aonde dois meteoros se chocam... Incrível que abraço gostoso... Quanto carinho e dedicação à uma pessoa que mal conhecia... Ela me surpreendia a cada dia com suas palavras e com suas atitudes.

No dia 22 de setembro, naquela sexta-feira, demos o primeiro beijo. Era divino... Encantador... E que me deixou sem fôlego! Começamos a nos encontrar e ela conheceu meus pais, foi a igreja onde congrego e também fui aonde ela congrega. Gostamos muito e quase duas semanas depois, ela foi viajar e eu fui à casa dela pedi-la em namoro para seus pais. Eles aceitaram - ela já havia comentado sobre mim, mas eles não imaginavam que eu faria isso por ela...

Começamos a namorar e estamos com muitas expectativas para o futuro! Quem sabe casar... Agradeço à Deus por conhecer a minha namorada Deise e pelo site AmorEmCristo.com.

Muito obrigado de todo coração!

Atenciosamente,

Georgelan